Macaxeira

Publicado em 23 de novembro de 2021

Restaurante Macaxeira é inspirado em casas como Mocotó e Nação Nordestina

Achado da casa na região do Anália Franco é a porção de moela de galinha.

Forró nas caixas de som, fitas do senhor do Bonfim nas árvores, piso de ladrilho e paredes forradas de prateleiras com cachaça transportam o público do restaurante Macaxeira para o Nordeste.

Como outras grandes casas nordestinas de São Paulo, a exemplo do Mocotó e do Nação Nordestina, o Macaxeira fica longe do eixo gastronômico tradicional de São Paulo: o restaurante toma um quarteirão inteiro da rua Emília Marengo, a mais movimentada da região do Anália Franco, na zona leste.

A casa tem algumas especialidades, como as caipirinhas caprichadas, o torresmo sequinho e o baião de dois bem úmido. Mas imperdível mesmo é o Achado do local: uma porção de moela de frango cozida ao molho, com tomate cereja, pimenta biquinho e bacon, que custa R$ 34,90 e é servida com pão.

“Para quem gosta, eu ainda trago um pouco de coentro e de pimenta dedo de moça picados. Aí, sim, ficacompleto”, diz Vitor Temperani, um dos quatro primos que são sócios no Grupo Anália, que também inclui o Uru Mar y Parrilla e um complexo de restaurantes, todos na mesma região.

A moela chegou até o cardápio pelas mãos do irmão de Vitor, Danilo, também sócio. “Ele trabalhava em um banco e descobriu o prato em um restaurante que ficava no bairro em que a gente morava, a Vila Maria.” A aposta em incluir a receita no Macaxeira foi feita às cegas para os outros primos, que nunca tinham provado o quitute antes. “Hoje, para mim, é o melhor prato do restaurante”, declara Vitor. A receita se mantém no menu desde o primeiro dia de funcionamento do estabelecimento, em setembro de 2015.

De prato principal, a sugestão é a carne-seca desfiada com cebola roxa e puxada na manteiga de garrafa, que custa R$ 89,90 para duas pessoas. A receita é servida com pimenta de bico, macaxeira cozida mais jerimum assado ou banana assada. Para beber, a dica é a a nova caipirinha Quebra Conceito, feita com cachaça João Mendes, uva vitória, limão-siciliano e açúcar com especiarias, ao preço de R$ 27,90.

MACAXEIRA
• Onde R. Emília Marengo, 185, Vila Regente Feijó, zona leste
• Instagram@macaxeirarestaurante
• Deliveryvia UberEats e Rappi

Restaurante Macaxeira é inspirado em casas como Mocotó e Nação Nordestina

Achado da casa na região do Anália Franco é a porção de moela de galinha.

Forró nas caixas de som, fitas do senhor do Bonfim nas árvores, piso de ladrilho e paredes forradas de prateleiras com cachaça transportam o público do restaurante Macaxeira para o Nordeste.

Como outras grandes casas nordestinas de São Paulo, a exemplo do Mocotó e do Nação Nordestina, o Macaxeira fica longe do eixo gastronômico tradicional de São Paulo: o restaurante toma um quarteirão inteiro da rua Emília Marengo, a mais movimentada da região do Anália Franco, na zona leste.

A casa tem algumas especialidades, como as caipirinhas caprichadas, o torresmo sequinho e o baião de dois bem úmido. Mas imperdível mesmo é o Achado do local: uma porção de moela de frango cozida ao molho, com tomate cereja, pimenta biquinho e bacon, que custa R$ 34,90 e é servida com pão.

“Para quem gosta, eu ainda trago um pouco de coentro e de pimenta dedo de moça picados. Aí, sim, ficacompleto”, diz Vitor Temperani, um dos quatro primos que são sócios no Grupo Anália, que também inclui o Uru Mar y Parrilla e um complexo de restaurantes, todos na mesma região.

A moela chegou até o cardápio pelas mãos do irmão de Vitor, Danilo, também sócio. “Ele trabalhava em um banco e descobriu o prato em um restaurante que ficava no bairro em que a gente morava, a Vila Maria.” A aposta em incluir a receita no Macaxeira foi feita às cegas para os outros primos, que nunca tinham provado o quitute antes. “Hoje, para mim, é o melhor prato do restaurante”, declara Vitor. A receita se mantém no menu desde o primeiro dia de funcionamento do estabelecimento, em setembro de 2015.

De prato principal, a sugestão é a carne-seca desfiada com cebola roxa e puxada na manteiga de garrafa, que custa R$ 89,90 para duas pessoas. A receita é servida com pimenta de bico, macaxeira cozida mais jerimum assado ou banana assada. Para beber, a dica é a a nova caipirinha Quebra Conceito, feita com cachaça João Mendes, uva vitória, limão-siciliano e açúcar com especiarias, ao preço de R$ 27,90.

MACAXEIRA
• Onde R. Emília Marengo, 185, Vila Regente Feijó, zona leste
• Instagram@macaxeirarestaurante
• Deliveryvia UberEats e Rappi

Atenção! Por conta da pandemia do novo coronavírus, a casa pode ter seu funcionamento alterado para corresponder às determinações do Plano São Paulo, estabelecido pelo Governo do Estado de São Paulo. Para checar se o estabelecimento está aberto e seu horário de funcionamento mais recente, entre em contato pelo número abaixo.

Informações adicionais

Endereço

Rua Emília Marengo, 185, Vila Reg. Feijó

Horário de funcionamento

segunda-feira a quarta-feira, das 12h00 às 23h00; quinta-feira a sábado, das 12h00 às 00h00 e domingo, das 12h00 às 18h30

Telefone

(11) 2671-2233

* As informações foram checadas em . Sugerimos contatar o local para confirmar as informações.