The Pitchers

Publicado em 23 de setembro de 2021

 

Hamburgueria temática de beisebol tem tacos, bolas e mais de 200 objetos em SP

The Pitchers foi criada por três atletas que se aposentaram dos campos para abrir a lanchonete

Pitcher é o principal jogador em uma equipe de beisebol—é o arremessador, responsável por eliminar os rebatedores adversários. É assim que nasceu aThe Pitchers, hamburgueria na zona sul de São Paulo. Depois de serem atletas da modalidade e defenderem a seleção brasileira, três amigos decidiram abandonar os campos e as carreiras para empreender em uma lanchonete inspirada no beisebol. “O nome também é uma homenagem ao Dan Silva, que jogava na posição e hoje é o nosso chef, a peça principal”, explica Marcelo Nakamura, sócio responsável pelo marketing da casa.

Para a decoração, que é o Achado do lugar, foram usados mais de 200 itens esportivos, colecionados desde 1995 pelos donos e também recebidos como presentes de amigos, clientes e atletas. Ali, os visitantes podem admirar camisas, fotos, bonés, bugigangas e, é claro, bastões e bolas autografados.Uma das paredes é dedicada a Paulo Orlando, que joga no time Kansas City Royals e foi o primeiro brasileiro campeão da World Series, em 2015, o principal torneio do esporte nos Estados Unidos.

O cardápio da lanchonete é enxuto, com apenas seis hambúrgueres fixos e um sazonal, que é trocado a cada 40 dias. Mas o menu guarda uma curiosidade—os discos de carne têm exatamente144 gramas, o mesmo peso de uma bola de beisebol. Vale provar o Cheese Salad Bacon, que custa R$ 38,90, e leva queijo prato da Fazenda Atalaia, alface, tomate, bacon crocante e maionese caseira.

Entre os acompanhamentos, é imperdível a porção de fritas rústicas (R$ 15,90), em que a batata é cozida no vapor, partida manualmente em nacos e frita com alecrim e alho. A bebida favorita é o chope em lata elaborado pela cervejaria Zeit, de Joinville (SC). Com 473 ml e ao preço de R$ 19,90, está disponível nos estilos pilsen, helles, ipa e weiss. Para chegar até a última base, adoce com o milk-shake de creme, que custa R$ 20 e é feito com sorvete artesanal Walnuts.

 

Hamburgueria temática de beisebol tem tacos, bolas e mais de 200 objetos em SP

The Pitchers foi criada por três atletas que se aposentaram dos campos para abrir a lanchonete

Pitcher é o principal jogador em uma equipe de beisebol—é o arremessador, responsável por eliminar os rebatedores adversários. É assim que nasceu aThe Pitchers, hamburgueria na zona sul de São Paulo. Depois de serem atletas da modalidade e defenderem a seleção brasileira, três amigos decidiram abandonar os campos e as carreiras para empreender em uma lanchonete inspirada no beisebol. “O nome também é uma homenagem ao Dan Silva, que jogava na posição e hoje é o nosso chef, a peça principal”, explica Marcelo Nakamura, sócio responsável pelo marketing da casa.

Para a decoração, que é o Achado do lugar, foram usados mais de 200 itens esportivos, colecionados desde 1995 pelos donos e também recebidos como presentes de amigos, clientes e atletas. Ali, os visitantes podem admirar camisas, fotos, bonés, bugigangas e, é claro, bastões e bolas autografados.Uma das paredes é dedicada a Paulo Orlando, que joga no time Kansas City Royals e foi o primeiro brasileiro campeão da World Series, em 2015, o principal torneio do esporte nos Estados Unidos.

O cardápio da lanchonete é enxuto, com apenas seis hambúrgueres fixos e um sazonal, que é trocado a cada 40 dias. Mas o menu guarda uma curiosidade—os discos de carne têm exatamente144 gramas, o mesmo peso de uma bola de beisebol. Vale provar o Cheese Salad Bacon, que custa R$ 38,90, e leva queijo prato da Fazenda Atalaia, alface, tomate, bacon crocante e maionese caseira.

Entre os acompanhamentos, é imperdível a porção de fritas rústicas (R$ 15,90), em que a batata é cozida no vapor, partida manualmente em nacos e frita com alecrim e alho. A bebida favorita é o chope em lata elaborado pela cervejaria Zeit, de Joinville (SC). Com 473 ml e ao preço de R$ 19,90, está disponível nos estilos pilsen, helles, ipa e weiss. Para chegar até a última base, adoce com o milk-shake de creme, que custa R$ 20 e é feito com sorvete artesanal Walnuts.

Atenção! Por conta da pandemia do novo coronavírus, a casa pode ter seu funcionamento alterado para corresponder às determinações do Plano São Paulo, estabelecido pelo Governo do Estado de São Paulo. Para checar se o estabelecimento está aberto e seu horário de funcionamento mais recente, entre em contato pelo número abaixo.

Informações adicionais

Endereço

Rua Dr. Bacelar, 1155 - Vila Clementino

Horário de funcionamento

Segunda e terça-feira, das 18h30 às 22h.
Quarta a sexta-feira, das 12h às 14h e das 18h30 às 22h.
Sábado e domingo, das 12h às 15h e das 18h30 às 22h.

Telefone

(11) 3578-0959

* As informações foram checadas em 22/09/2021. Sugerimos contatar o local para confirmar as informações.